Bolsonaro tem aprovação de 33% do eleitorado, aponta Datafolha

Bolsonaro tem aprovação de 33% do eleitorado, aponta Datafolha

Em pesquisa feita pelo Instituto Datafolha, após seis meses do governo de Jair Bolsonaro (PSL), foi constatado que o Brasil está rachado em três. A informação é da Folha de S.Paulo.

33% dos entrevistados consideram o mandato do presidente ótimo ou bom. Para 31%, a opinião é de regular, e para outros 33%, ruim ou péssimo. O cenário é mesmo que se desenhou três meses atrás, no recente levantamento do instituto, evidenciando que a avaliação de Bolsonaro se manteve estável aos seis meses do governo.

Com isso, Bolsonaro se mantém como o presidente em primeiro mandato com a pior avaliação a esta altura do governo desde que Fernando Collor de Mello, em 1990.

De abril para cá, a expectativa positiva em relação a seu governo vem caindo. Foi de 59% para 51% quem espera que a gestão seja ótima ou boa. Saltou de 16% para 21% quem considera que a atuação do governo será regular e, de 23% para 24% dos entrevistados continuaram com o pessimismo de que o governo será ruim.

Em relação ao já realizado, 61% apontam que Bolsonaro fez menos que o esperado, 22% declaram que as realizações estão em desempenho previsível e 12% apoiam que o chefe do Executivo Nacional superou as expectativas. Os dados são semelhantes aos dados de três meses atrás.

Quanto ao seu desempenho mandatário, aqueles que consideram que Bolsonaro age como um presidente deveria se comportar caiu de 27% para 22%. Os que acham que ele não possui tal comportamento cresceu de 23% para 25%. Os que apoiam que ele segue a liturgia do cargo passou de 27% para 28%, e os que reprovam sua conduta passaram de 20% para 21%.

Sobre o perfil de seus apoiadores, o presidente é mais apoiado por brancos (42%), seguido por pardos (31%) e negros (25%). Além disso, a maioria são homens (38%) com apenas 29% dos eleitorado feminino.

Entre os mais ricos e mais escolarizados, Bolsonaro angaria maior aprovação.

Por região, o Nordeste continua como oposição ao Governo Federal, com 41% dos entrevistados considerando a gestão ruim ou péssima. O sul, no entanto, segue com a maior aprovação para Bolsonaro, com 42%.

A pesquisa atual foi feita em 4 e 5 de julho e ouviu 2.860 pessoas com mais de 16 anos, em 130 cidades. Ela tem uma margem de erro de dois pontos percentuais.